O Jogo e matemática – 3º ano A

Ensinar matemática é desenvolver o raciocínio lógico, estimular o pensamento independente, a criatividade e a capacidade de resolver problemas.
Essa proposta de aprendizagem tem como princípio básico que o conhecimento se constrói a partir das ações do sujeito, ou seja, o conhecimento é construído a partir de percepções e ações dos alunos no seu ambiente. Os jogos, se convenientemente planejados, são recursos pedagógicos eficazes para a construção do conhecimento matemático, uma vez que estimulam o desenvolvimento e despertam o interesse dos alunos.
Segundo Vygotsky através do brinquedo a criança aprende a agir numa esfera cognitivista, sendo livre para determinar suas próprias ações. Ele afirma que o brinquedo estimula a curiosidade e a autoconfiança, proporcionando desenvolvimento da linguagem, do pensamento, da concentração e da atenção.
A Matemática faz-se presente em diversas atividades realizadas pelas crianças e oferece aos homens em geral várias situações que possibilitam o desenvolvimento do raciocínio lógico, da criatividade e a capacidade de resolver problemas. O ensino dessa disciplina pode potencializar essas capacidades, ampliando as possibilidades dos alunos de compreender e transformar a realidade.
O 3º ano A utiliza os jogos matemáticos para introduzir, amadurecer conteúdos e preparar o aluno para aprofundar os itens já trabalhados. Todos os jogos e brincadeiras são escolhidos e preparados com cuidado para levar o estudante a adquirir conceitos matemáticos de importância, não apenas brincar ou jogar.

Professora: Verônica Cerutti

Leave a Reply

Open chat